Nunca sofreu um ciberataque bem sucedido? Impossível!

No mundo digital, seu negócio não é imune a ataques cibernéticos. Entenda por que tantas empresas têm uma percepção errada sobre a própria segurança.

As estatísticas sobre ataques cibernéticos são alarmantes. Todos os dias, milhares de ataques são bem sucedidos no mundo todo. Isso não é diferente na sua empresa. Isso não é diferente para os seus usuários.

Nesse ponto você deve se perguntar: Se tantos ataques acontecem a todo momento, porque nada disso parece acontecer na minha empresa?

Aqui estão as 5 principais razões:

1 – Incidentes de segurança não são notificados por quem vende ferramentas de proteção para cibersegurança

A razão é simples: quem vendeu um Firewall, IPS ou Antivírus só irá notificar ataques que foram evitados. Em nenhum momento um fabricante de soluções de segurança se sentirá confortável em informar que a ferramenta falhou em executar a missão para a qual foi empregada. Por isso é muito importante possuir ferramentas e empregar serviços adequados para resposta a incidentes, com empresas diferentes daquelas que venderam os sistemas de proteção.

2 – Ataques não são percebidos

“Antigamente”, os ataques cibernéticos eram executados por garotos buscando se exibir. Hoje em dia, o maior risco são os atores maliciosos profissionais. Esses grupos ou indivíduos: 1) trabalham para outras empresas e governos; 2) não desistem facilmente; 3) podem persistir por meses para conseguir o acesso que desejam; 4) Não querem ser descobertos. Ou seja, se você não investiga os pequenos rastros, acessos indevidos podem estar acontecendo nesse exato momento na sua empresa, sem que ninguém saiba. E nunca serão descobertos.

3 – Ataques não são notificados

Muitas vezes, os usuários até percebem que algo de errado aconteceu. Percebem que não deveriam ter entrado em determinada página ou aberto o anexo de algum email. Percebem que o sistema foi comprometido. Mas não contam para ninguém. Sabem que não podem compartilhar senhas, mas compartilham. Esse é um cenário de Insider Threat, quando o usuário interno age de forma displicente com a segurança digital, expondo a empresa a ataques. Mapear e treinar esses usuários é fundamental.

4 – A empresa não possui ferramentas de detecção e rastreabilidade, apenas prevenção

Firewall, IPS e antivírus são ferramentas de prevenção. Elas evitam que ataques conhecidos aconteçam. Quando ataques conhecidos ocorrem, informam via logs, que podem ser observados em SIEM ou outras ferramentas de gestão de logs. Porém, o que acontece quando essas ferramentas falham em detectar um ataque? Bem, o usuário/sistema é afetado, dados vazam, problemas acontecem. E sem uma ferramenta de detecção e rastreabilidade, não se sabe o que aconteceu, nem quando, onde e como.

5 – Escopo de cibersegurança muito restrito

Qual é a amplitude da responsabilidade da equipe da cibersegurança da sua empresa? Por exemplo, fazer a proteção efetiva de dados sigilosos; IOT; sistemas em cloud; notebooks pessoais (BYOD); dentre vários alvos. É preciso enxergar a cibersegurança como algo que vai além da manutenção de dispositivos de Firewall e Antivírus.

Por isso afirmamos: todas empresas sofrem ataques continuamente. Algumas sabem o que está acontecendo e conseguem se proteger de forma proativa para evitar maiores danos, outras sofrem as consequências silenciosamente.

A Zerum é uma empresa de Data Science líder em inovação que fornece visibilidade e entendimento em tempo real sobre fluxos de dados complexos. Nossos produtos, serviços e tecnologias ajudam grandes organizações a reduzir gargalos operacionais, combater ameaças cibernéticas avançadas, detectar fraudes e manter comunidades seguras.